PAC2: INVESTIMENTO EM INFRAESTRUTURA, MS EM DESENVOLVIMENTO

Quando apoiei a candidatura da então candidata Dilma Rousseff para a Presidência da Republica, tinha como objetivo colocar o Mato Grosso do Sul como prioridade para os investimentos da segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento, o PAC2. Acredito que estamos construindo neste momento, uma importante parceria com o Governo Federal e, desta forma, recursos específicos estão sendo aplicados em nosso Estado. O PAC2 está mudando a cara dos Estados brasileiros. Em Mato Grosso do Sul, a previsão de recursos a serem aplicados de 2011 até 2014 é de R$ 11,15 bilhões, com mais R$ 1,23 bilhão assegurado para os anos seguintes.

Um dos gargalos que atrapalha o escoamento da nossa rica produção é a falta de conservação de nossa malha viária, além da subutilização das antigas linhas férreas, que cortam o Mato Grosso do Sul. Porém, no tocante aos transportes, o Governo Federal prevê um investimento de R$ 1,8 bilhão, somados com investimentos em torno de R$ 903 milhões, que contemplam estados vizinhos e tem reflexos diretos na mobilidade do MS. Também está assegurado um acréscimo de recursos no montante de R$ 872 milhões, após 2014.

Os investimentos em transporte contemplam a dragagem do Passo do Jacaré, o prolongamento sul da ferrovia Norte-Sul, no corredor ferroviário do Paraná, que liga os municípios de Estrela d’Oeste até Panorama e depois à Porto Murtinho. No que tange as rodovias BR 262 e a BR 359, que liga Alcinópolis, no norte de Mato Grosso do Sul até a divisa com Goiás, os recursos do PAC estão promovendo a recuperação para a integração da região Centro Oeste. Referente a implantação de ferrovias, monitoro ativamente esta ação, pois sou vice-presidente da Frente Parlamentar das Ferrovias, como também entendo a importância do modal para o nosso desenvolvimento.

Outro investimento vultoso no Estado é no setor energético. Entre 2011 e 2014, a previsão de investimentos é de R$ 4,6 bilhões, isso sem contar as ações regionais, que acabam interferindo na produção e expansão de energia em Mato Grosso do Sul, que chega a casa de R$ 1,9 bilhão. Ainda existe a perspectiva de incremento de R$ 38 milhões, depois de 2014. Para a geração de energia elétrica, o investimento está sendo de R$ 613 milhões, já para a transmissão, o valor alocado é de R$ 525 milhões, além dos investimentos regionais que giram em torno de R$ 317 milhões.

Certamente, o maior montante de recursos é para o investimento em petróleo e gás. São R$ 3,4 bilhões, que vão fomentar termoelétricas e incrementar a utilização do gás importado da Bolívia. Os investimentos regionais, ou seja, que contemplam outros Estados, perfaz R$ 1,5 bilhão em geologia e mineração, como também em combustíveis renováveis.

No eixo intitulado ‘Cidade Melhor’, estão sendo investidos R$ 227 milhões com a expectativa de, em 2014, haja um acréscimo de R$ 211 milhões. Este eixo, traduz os investimentos em saneamento básico, prevenção em áreas de risco, pavimentação e mobilidade urbana. Nesta vertente, participei ativamente para garantir que os municípios do estado fossem contemplados com esgoto, água tratada, aterro e melhorias sanitárias domiciliares.

Também estão ocorrendo investimentos na modalidade de comunidade cidadão. Ao todo, serão aplicados R$ 72 milhões até 2014 em Unidades Básicas de Saúde (UBS), Unidades de Pronto Atendimento (UPA), creches e pré-escolas, quadras esportivas nas escolas e Praças dos Esportes e da Cultura. É uma felicidade muito grande registrar esses acontecimentos que, participei de suas formulações e colaborei para a correta destinação desses equipamentos públicos.

 

Outra demanda de meu estado é o déficit habitacional, para tanto, o Governo Federal está investindo, por meio do Programa “Minha Casa Minha Vida”, R$ 1,3 milhão com a previsão de acréscimo de R$ 59 milhões depois de 2014. Estão sendo disponibilizados, por meio deste eixo, financiamentos, bem como edificando casas e urbanizando assentamentos precários.

Também é importante registrar o investimento de R$ 233 milhões dos programas água e luz para todos. Essas ações agregam valor na qualidade de vida do homem do campo, propiciam sua permanência na zona rural e ofertam esperança aqueles que produzem alimentos para o mundo.

O PAC 2 está mudando a realidade dos estados e Mato Grosso do Sul. Com esses investimentos, minha terra está cumprindo o seu papel: construindo o desenvolvimento com inclusão social.

Envie seu Comentário

 

Gabinete em Brasília - DF
Anexo IV - Gab 905 - CEP. 70160-900
Tel: (61) 3215-5905 - (61) 3215-3905
Fax: (61) 3215-2905
Email: dep.geraldoresende@camara.gov.br

Escritório em Dourados - MS
Rua Dr. Nelson de Araújo, 30
CEP. 79804-040 - Jardim América (Centro) - Dourados - MS
Tel: (67) 3422-9292
Fax: (67) 3427-0908
Email: atendimento@geraldoresende.com.br