Reinaldo vai regionalizar saúde e fechar a fronteira para o crime, diz Geraldo

 
01/11/2018 11h50
Geraldo Resende diz que Reinaldo investirá nos municípios priorizando a regionalização da Saúde

Único deputado federal do interior do Estado e uma das principais lideranças do partido de Reinaldo Azambuja em Mato Grosso do Sul, Geraldo Resende (PSDB-MS) diz que o governador reeleito tem como principal compromisso para o próximo mandato concretizar a regionalização da saúde com a construção de novos hospitais, conclusão de estruturas que estão em andamento, além de investimentos em equipamentos e novos serviços para os municípios do interior do Estado.

A medida tem o objetivo de descentralizar os atendimentos em cidades como Dourados e Campo Grande. "A proposta é que os municípios possam contar com serviços de saúde com ainda mais qualidade para que não dependam mais dos grandes centros, que já sofrem com a grande procura", destaca Geraldo.

O parlamentar diz que nos últimos quatro anos, o governador, mesmo enfrentando a pior crise econômica da história do Brasil, conseguiu construir, equipar e ampliar dezenas de hospitais no Estado, dentro do projeto de regionalização. "Agora o momento é de avançar ainda mais para garantir que essas novas estruturas e as que ainda serão construídas possam consolidar os polos regionais. Para isso é preciso entregar o Hospital Regional de Três Lagoas, que vai ser concluído em maio, além do Regional de Dourados e a Santa Casa de Corumbá, que são alguns exemplos de unidades em construção", disse Geraldo.

Para o deputado, uma das entregas mais emblemáticas de Reinaldo foi o Hospital do Trauma, uma obra que começou há duas décadas e que hoje está funcionando. Reinaldo também colocou o núcleo de hemodiálise em Coxim e o hospital de Nova Andradina para funcionar com UTI, tomografia, ressonância e UTIs Neonatal. Em Naviraí, o núcleo de hemodiálise está sendo implantado e em Ponta Porã, o hospital hoje funciona com UTI, tomógrafo e faz cirurgias eletivas. Em Aquidauana foram implantadas 17 máquinas de hemodiálise, o centro de cirurgia foi reformado e reestruturado e o hospital passou a ter um tomógrafo. O Hospital Marechal Rondon, em Jardim, também foi reestruturado para atender a região Sudoeste.

"Em Dourados o governador ativou o Hospital de Cirurgias Eletivas, que está em pleno funcionamento. Em parceria com o nosso mandato deu início à construção do Hospital Regional, cedeu a área para a construção do Hospital da Mulher e da Criança (obras em andamento), garantiu equipamentos para o Hospital da Vida, bem como a ampliação da unidade, a construção da sede para atendimento de pessoas com autismo, que deve começar nos próximos dias, e deve autorizar em breve dias a construção de duas novas unidades para Dourados como a Central de Exames e o Centro de Especialidades Médicas", acrescenta Geraldo.

O deputado destaca ainda que no Governo Reinaldo foram investidos R$ 4,7 bilhões em saúde no Estado e lançados e ativados na rede hospitalar 70 novos leitos de UTI. "Com Reinaldo, o Estado terá 947 novos leitos com a regionalização do atendimento, iniciada em seu governo. No Hospital do Câncer serão 160 novos leitos, incluindo 10 de UTI. No Centro de Reabilitação do Hospital Regional, mais 52. Em Dourados, 236 novos leitos. Desse total, 40 de UTI. Três Lagoas terá mais 202 leitos, entre eles, 30 de UTI. Corumbá está recebendo mais 30 leitos, um novo pronto socorro e equipamentos para a média complexidade", garantiu.

Para os próximos anos de mandato, o governador confirmou, segundo Geraldo, que vai equipar e ampliar os serviços de hemodiálise já instalados em Campo Grande, Dourados, Coxim, Aquidauana, Paranaíba, Ponta Porã e Três Lagoas. O deputado lembra ainda da Caravana da Saúde, que é um exemplo do MS para o Brasil. Implantado pelo governador Reinaldo Azambuja, o maior programa de saúde da história do Estado realizou 500 mil atendimentos.

Segurança Pública

Uma das primeiras providências de Reinaldo Azambuja será buscar a parceria com o presidente eleito Jair Bolsonaro para fechar a fronteira do Estado contra a criminalidade. "Nos últimos anos o Governador implantou o programa MS Mais Seguro e investiu mais de R$ 120 milhões na área. É o maior investimento da história do Estado, que se tornou um dos mais seguros para se viver. Agora, além de blindar a fronteira, nosso governador tem o compromisso de aumentar o efetivo com a convocação de 500 policiais militares por ano, e de fazer com que a Agepen assuma toda responsabilidade pela guarda, custódia e escolta de presos do sistema penitenciário. Com isso, mais policiais militares irão para as ruas proteger as pessoas. Além disso serão convocados os mais de 500 agentes penitenciários que já estão no curso de formação para atuarem no sistema prisional", destaca Geraldo.

Emprego

Atração de indústrias e geração de empregos e renda são marcas do Governo Reinaldo Azambuja, conforme Geraldo Resende. Segundo ele, o Governo do Estado garantiu a vinda de 66 indústrias para Mato Grosso do Sul e fez a revisão de 1.200 contratos, com transparência, garantindo a abertura de 12.500 novos empregos nos próximos anos. Entre os desafios do segundo mandato está a continuidade da diversificação da matriz econômica.

O parlamentar também tem anunciado, em parceria com o Estado, o encaminhamento de 33 caminhões caçamba e 16 motoniveladoras para auxiliar na manutenção de estradas, já para os próximos meses. "O Reinaldo tem feito uma verdadeira revolução em todas as áreas e gerado um ritmo acelerado de crescimento. Sua reeleição trará quatro anos de novas grandes realizações em todo o MS", conclui Geraldo.

 

Gabinete em Brasília - DF
Anexo IV - Gab 905 - CEP. 70160-900
Tel: (61) 3215-5905 - (61) 3215-3905
Fax: (61) 3215-2905
Email: dep.geraldoresende@camara.gov.br

Escritório em Dourados - MS
Rua Dr. Nelson de Araújo, 30
CEP. 79804-040 - Jardim América (Centro) - Dourados - MS
Tel: (67) 3422-9292
Fax: (67) 3427-0908
Email: atendimento@geraldoresende.com.br